ALEMANHA: VALE TUDO CONTRA O AfD!
 

 


Domingo antidemocrático em Berlim: A estupidez sem limites!

Por INXI. Em colaboração ao PI News

POLITCALLY INCORRECT NEWS 


22 de outubro de 2017

Certamente, pode parecer arrogante e presunçoso chamar as outras pessoas de imbecis, porém o limite entre a burrice e a cegueira ideológica, estão muito claras e inegáveis. Uma análise do título e da imagem na foto das demonstrações realizadas hoje, mostra claramente uma oposição aos 6 milhões de cidadãos alemães que votaram no AfD.

Hoje, domingo, as supostas “milhares de pessoas” protestaram em Berlim contra a entrada do AfD no Bundestag. A transparência pré-fabricada mostra claramente a fase de um plano desse espetáculo antidemocrático, mas podemos mirar em uma solução. Em 1º plano um coração de cor marrom em um ritmo azul. “Meu coração bate pela diversidade”, por detrás disso está o significado “Pare o AfD !”.

Isso é apenas estupidez?

Certamente a diversidade na política não faz parte das intenções, mas sim o enriquecimento de nossa cultura através do criminoso Islam e de especialistas em vodu vindos da África. Não se esqueça também das “peças de ouro” vindas de regiões de conflituosas do Marrocos e Tunísia. Junte isso tudo em uma combinação que envolve proteção do Papa, uma pessoa que mal disfarça o seu culto à esquerda, por uma “Europa sem muros”. Isso é muita estupidez. O único muro da Europa que dividiu o continente foi o muro de Berlim na época da Guerra Fria. O que está sendo ensinado é que o desaparecimento das defesas das fronteiras européias seria o apogeu para valer a pena se viver na Europa!

Centenas de mortos por causa do terrorismo islâmico, milhões de abusos e desmandos, estupros, pilhagem do sistema social europeu, conquista e invasão étnica, assim como a islamização da linguagem. Uma outra língua diferente!

Nota-se que com essa situação, a expressão de descontentamento contra o AfD seja absolutamente algo legítimo. Isso pertence à democracia. Os supostos argumentos são e permanecem, entretanto, sombrios e estúpidos.

Dando uma olhada no organizador dos protestos, encontramos Ali Can. Ele tem 23 anos, turco de origem curda e alevita, cujos pais chegaram à Alemanha há 30 anos. Desde 2008, a família vive próxima à cidade de Gießen. Can se vê como um “imigrante confiável”. Como seus “apoiadores” foram apresentados o partido Die Linke, associações de gays e lésbicas, assim como a DGB (Federação Alemã de Sindicatos). Essa última instituição se posiciona, reiteradamente, afastada de um entrave democrático, afinal é de se admirar que a DGB faça parte de um cartel, a dos chefes de sindicatos, que merecem ser chamados de tolos e estúpidos no sentido de tirar vantagens e lucros, pois preferem promover denúncias e afastamentos dos antipáticos ao sistema, ao invés de se preocuparem com tarefas e atividades essenciais aos seus membros e sócios.

Jens Spahn - Estupidez ou algo calculado?
 

Jens Spahn é um gay assumido, integrante do Bundestag, presidente do CDU e secretário de Estado no ministério das finanças. Ele é considerado um dos supostos conservadores dentro do CDU que criticam Merkel. Naturalmente, isso é um colírio ou o ópio para o povo que até agora a Coveira da Alemanha, limpou da mesa qualquer simples e sério concorrente.

Que Spahn não é uma real alternativa à Merkel, ele confirma por si mesmo. Sendo o servo do sistema, ele acha seriamente, que fatalmente a coalisão Union, FDP e os Verdes tornariam o AfD inútil em um período de 4 anos!Não é preciso explicar mais nada...

Resta recapitular que, a única oposição no Parlamento alemão aguarda por tempos difíceis daqui pra frente. O vácuo deixado pelo antigo Ministério da Justiça da DDR (*), já está se sucedendo. Vivenciaremos, na terça-feira, a próxima farsa pseudodemocrática, quando a presidência do Bundestag será eleita. Durante uma das eleições, a política alemã do Partido Verde colocou um letreiro em sua secretaria escrito: “Alemanha, seu pedaço de merda insignificante” e continuou participando do processo, enquanto que Albrecht Glaser, do AfD, foi rejeitado por classificar o Islam uma ideologia e ser alinhado demasiadamente com a direita.

A luta em nossa terra natal será sempre sutil e prosseguirá na terça-feira, pela primeira vez no Parlamento.

(*) Deutsche Demokratische Republik , ex Alemanha Oriental, comunista

Tradução: Márcio Alexandre - http://www.ma-traducoes.webnode.com