RECADO AOS INDECISOS!

 

Nova Iorque é uma cidade majoritariamente "progressista", historicamente administrada pelos Democratas, a esquerda americana.


Quando a cidade estava destruída, com a violência e criminalidade explodindo, metrôs sucateados, imundos, insegura, suja e com serviços públicos de péssima qualidade, após anos de gestões democratas lenientes e incompetentes, o que fizeram os novaiorquinos?


Mudaram.


Elegeram um sujeito completamente antipático, briguento, impulsivo, voluntarioso, com principios morais rigidos, que não relativizava o certo e o errado, o bem e o mal.


Um republicano.


A seu respeito chegaram a comenear, após se negar a receber um líder de movimento negro:


"Ele não é racista, é desagradável com todos."


De onde veio esse sujeito?


Da promotoria que desbaratou as famílias mafiosas, após décadas de domínio da cidade.


Entendia de economia, educação e saúde?


Não.


Seu nome:


Rudolph Giuliani.


Seu programa:


Tolerância Zero.


E o que foi esse programa "revolucionário", que revitalizou e transformou a cidade na mais segura do país?


Aplicação da lei, sem tergiversação e cumprimento dos deveres de um gestor público.


Quebrou uma janela do metrô?


Troca.


Foi pego pichando uma parede?


Penaliza e obriga a indenizar.


Pego em corrupção?


Afasta, processa, prende e restitui.


Saneou a cidade.


Parece óbvio, não?


Mas muitos parecem ter dificuldade em entender o óbvio e ainda se encantam com as promessas vazias de presidiários, indiciados, suspeitos e relativistas morais que deixaram nosso país nessa situação lastimável.


Não precisamos de belos discursos.


Precisamos de alguém que separe o certo do errado, o bem do mal, cumpra as leis e suas obrigações.


Mesmo que nos soe antipático e desagradável.


( O AUTOR PREFERE PERMANECER ANÔNIMO)